MISSÃO AMÉRICA

Menu

Links

Icq Status

O Penhor do Espírito Santo

O Penhor do Espírito Santo

II Coríntios 1:21-22
21 – Mas o que nos confirma convosco em Cristo, e o que nos ungiu, é Deus
22 - Que também nos selou e nos deu o penhor do Espírito em nosso coração.

A palavra penhor vem do latim “pignus”, por isso se diz credor pignoratício o credor que tem uma coisa empenhada como garantia. Ter todo cuidado para não confundir a palavra “penhor” com “penhora”.
• Penhor é direito real de garantia;
• Penhor se diz empenhada;
• Penhora é ato do oficial de justiça no processo de execução;
• Penhora se diz penhorada.
• Temos também a “Prego”, usada popularmente para substituir o vocábulo Penhor.

Encontramos na Bíblia Sagrada o apostolo Paulo fazendo forte citação ao Espírito Santo que nos foi dado como penhor, o garantia de plena salvação quando Jesus vier arrebatar a sua Igreja.
Para o nosso entendimento carnal, o apostolo usou essa ilustração mostrando que o valor da alma humana excede tudo que possamos imaginar. Embora sejamos falhos devido à natureza terrena o Senhor Jesus na sua graça superabunda os pecados daqueles que se arrependem e volta-se para o Reino de Deus.
Em conseqüência do nosso pecado original gerado por Adão e Eva, estávamos separados de Deus. No entanto, Jesus Cristo nos entregou o livre acesso quando foi crucificado e ressurreto ao terceiro dia; além de restituir a comunhão com Deus, entregou o Espírito Santo e riscou uma divida que havia contra os pecadores.

Colossenses 2:13-14
13 - E, quando vós estáveis nos mortos nos pecados, e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com Ele, perdoando-vos todas as vossas ofensas.
14 – Havendo riçado a cédula que era contra vós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contraria, e tirou do meio de nós, encravando-a na cruz.

Os livros seculares da época do apostolo Paulo faz menção que quando alguém trazia uma divida para com outrem e não a pagava, o credor afixava um aviso de debito na casa do devedor notificando o valor e objeto que não tinha liquidado; retirando quando a divida paga.
O escritor Bíblico enquadrou esse exemplo ao mundo espiritual, narrando que éramos devedores perante Deus pelas nossas negligencias. E Jesus Cristo no seu infinito amor nos outorgou a liberdade mediante o seu precioso sangue e o penhor do Espírito Santo, determinado que temos o paracleto que nos assiste e intercede diante do Pai Celestial.
Romanos 8:26
Da mesma maneira também o Espírito Santo ajuda as nossas fraquezas; por que não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.
Se os seres humanos descobrissem a amor do Espírito Santo certamente a civilização estaria em uma esfera de desenvolvimento mais avançada da que temos atualmente. Especialmente porque a presença de Deus promove vida em abundancia e uma paz tão profunda que nada no universo pode perturbar.

O apostolo Paulo escrevendo aos Coríntios expressou de forma aberta que o Senhor é o galardoador de todas as benesses celestiais para que os remidos em Jesus tenham uma existência segura e produtiva sendo o Espírito Santo o regente de toda a riqueza universal, e Ele quem gera a vida, cura, dar paz, consolação e prosperidade material.

II Coríntios 5:5
Ora, foi o próprio Deus quem nos preparou para isto, outorgando-nos o penhor do Espírito.

Para os que não têm intimidade com Jesus Cristo, ao receberem qualquer beneficio material geralmente dizem: Eu consegui; eu fiz; eu inventei; eu lutei. E não conhecem a soberania Divina que gera toda a força do cosmo. Na natureza encontramos o sol que chega toda manhã; a chuva no inverno; o vento a todo o momento e tudo que não conseguimos imaginar dependendo da ordem de Deus para continuar acontecendo.
Tudo isso em favor do ser humano que na maioria das vezes não reconhece que o penhor do Espírito Santo que dar direito a uma vida com longanimidade e uma eternidade com Jesus Cristo.

Efésios 1:14
O qual é o penhor da nossa herança, até ao resgate da sua propriedade, em louvor da sua glória.

Jesus te ama.

Presbítero Robson Colaço de Lucena